Música

Discografia

Saudade 30 Anos

(2003)

Homenagem à Folia

(1998)

Carnaval Divinal

(1996)

Saudade Vai Passar

(1995)

Orquestra e Coral

O Bloco da Saudade mantém uma orquestra de marchas de bloco com cerca de trinta músicos profissionais, remunerados em função dos ensaios, apresentações e desfiles que acontecem nas proximidades e durante o Carnaval.
O grupo é composto por músicos de pau-e-corda e metais leves, conforme a tradição dos blocos carnavalescos surgidos nos anos vinte que vieram posteriormente a inspirar a criação do Bloco da Saudade. São jovens instrumentistas e velhos tocadores dos blocos tradicionais reunidos num só conjunto, que abrilhantam o carnaval de Pernambuco.
A regência dos músicos fica por conta do maestro Bozó, que refez os arranjos do repertório da Orquestra do Bloco da Saudade para a gravação do último CD da agremiação, 30 Anos de Saudade. Os arranjos foram incorporados também aos acertos de marcha e aos desfiles de rua.
Apesar de ter seu momento máximo de reconhecimento no Carnaval, a Orquestra do Bloco da Saudade não é reunida apenas durante o período de folia. O bloco realiza, nos meses que antecedem os seus desfiles, uma série de encontros e ensaios a portas fechadas para reformulação e melhoramento constante do seu repertório e da orquestra.

Formação da Orquestra


Sopros:
2 Flautas
2 Clarinetes
2 Saxofones altos
1 Saxofone Tenor
1 Tuba
1 Bombardino

 

Cordas:
8 violões
4 cavaquinhos
2 Banjos
1 Bandolim

 

Percurssão:
1 Surdo
1 Pandeiro
1 Tarol

 

Um coro de vozes femininas acompanha a orquestra. As “pastoras”, como são chamadas na tradição dos blocos, são uma herança dos pastoris e compõem uma das características mais marcantes do gênero frevo-de-bloco.